Biopesca


Pescadores artesanais participam de palestras em Mongaguá e Peruíbe

09/04/2018

O Biopesca foi convidado pela Polícia Militar Ambiental para ministrar palestra em uma campanha de divulgação junto aos pescadores artesanais a fim de esclarecer e apresentar as ações de conservação relacionadas à pesca. Esse trabalho é resultado de iniciativa da 1ª Companhia da Polícia Militar Ambiental e teve início em dezembro do ano passado, quando cerca de 40 pescadores participaram de palestra em Itanhaém (SP).

A campanha consiste na realização de uma série de palestras com a participação não só da Polícia Militar Ambiental, mas também de coordenadores, gestores e representantes de órgãos públicos e não governamentais. O objetivo é apresentar informações da legislação ambiental e pesqueira a fim dos pescadores entenderem a regulação da atividade e quais são as consequências ao seu descumprimento, além de também conhecerem melhor as organizações que atuam na área de conservação ambiental.

O Biopesca participou da ação com palestras sobre a interação da pesca com animais marinhos, em especial golfinhos e tartarugas. A primeira foi realizada pela bióloga Carolina Pacheco Bertozzi, fundadora do Biopesca e professora da Unesp, na última terça-feira (3) em Peruíbe, e a segunda ontem (4) pela oceanógrafa Nathalia de Sousa Motta, assistente técnica do Biopesca, em Mongaguá . Outras palestras devem ser realizadas em outros municípios da Baixada Santista. Além do Biopesca, outras instituições e organizações participam da ação, entre elas Prefeituras Municipais, IBAMA e Fundação Florestal.

Fundadora do Biopesca, Carolina Bertozzi, dá palestra para pescadores de Peruíbe (SP)

 

Em Mongaguá (SP), Nathália de Sousa, assistente técnica do Biopesca, fala sobre sobre a interação da pesca com os animais marinhos

Navegação de postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *