Biopesca


Lobo marinho é solto na Ilha do Cardoso

29/03/2019

Na última terça-feira (26), um lobo-marinho-sul-americano (Arctocephalus australis) foi solto na praia do Marujá, na Ilha do Cardoso, pelas equipes do Instituto Biopesca e do Instituto de Pesquisas de Cananéia (IPeC), executores do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). A operação ocorreu depois do animal ser avistado em Peruíbe no último final de semana e resgatado na segunda-feira (25).

A praia do Marujá é distante cerca de 40 quilômetros de Cananéia e seu acesso é possível somente de barco. O isolamento da praia é ideal para que o lobinho possa ficar em situação tranquila, sem ser perturbado pela presença de pessoas. A praia de Peruíbe é bastante frequentada e, assim, não é um local ideal para que o animal possa descansar. Além disso, Marujá fica localizada mais ao sul, e, portanto, ele tem mais facilidade em seguir sua rota migratória, que acompanha essa direção.

Ao chegar à tarde no IPeC, o animal foi  alocado em um recinto e recebeu os cuidados necessários. Para que o transporte de barco pudesse ser realizado com segurança, na parte da manhã, a soltura ocorreu no dia seguinte (26).

Trata-se do mesmo lobinho estabilizado pelo Biopesca no final de janeiro. Depois de passar por cuidados no Centro de Despetrolização e Reabilitação do Guarujá, sua soltura ocorreu em 15 de março no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos.

Na praia, a orientação do Biopesca é que as pessoas não se aproximem dos lobos-marinhos para que eles possam descansar sem ser incomodados. Caso ele volte ao mar antes de recuperar as energias, a sua chance de sobrevivência diminui.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.Para acionar o serviço de resgate de golfinhos, tartarugas e aves marinhas, entre em contato pelos telefones (13) 99601-2570 (chamada a cobrar ou pelo WhatsApp) ou 0800 642 3341 (horário comercial).

Lobo-marinho-sul-americano (Arctocephalus australis) filhote antes de voltar ao mar na Praia do Marujá, na Ilha do Cardoso

 

Navegação de postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *