Biopesca


Tartaruga recuperada é devolvida ao mar em Praia Grande

Uma tartaruga, que quase morreu após ficar presa em uma rede de pesca, foi devolvida ao mar, na manhã desta quinta-feira (20), em Praia Grande, no litoral de São Paulo. O pescador, que conseguiu salvar o animal, participou da soltura da tartaruga-verde, ameaçada de extinção.

No fim de junho, a tartaruga foi encontrada por um pescador na praia Ocian. Ela se enrolou, acidentalmente, na rede de pesca dele e aparentava estar morta. Imediatamente, o pescador acionou a equipe do Instituto Biopesca, que foi resgatá-la. A tartaruga foi encaminhada para a equipe veterinária do Biopesca, que reanimou o animal.
Em seguida, a tartaruga foi levada para a empresa Aiuká, especialista na reabilitação de animais marinhos, e passou 25 dias recebendo tratamento no local. Ela também recebeu uma anilha para o monitoramento e a posterior soltura. A anilha se faz necessária, pois, caso ela seja encontrada novamente, os profissionais já conseguem ter acesso ao histórico do animal, o que ajuda no tratamento e preservação da espécie.
De acordo com o Biopesca, a tartaruga não possuía nenhum ferimento ou doença. Os especialistas acreditam que ela se prendeu na rede de pesca e não conseguiu voltar a superfície para respirar, por isso, acabou desmaiando na própria rede.

Após estar reabilitada, os profissionais resolveram realizar a soltura da tartaruga. Nesta quinta-feira, por volta das 9h, o animal foi levado para a praia do Canto do Forte. O pescador, que encontrou a tartaruga, fez questão de participar desse momento. Na companhia das equipes do Biopesca e da Aiuká, ele pegou o animal e o devolveu à natureza.

Navegação de postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *