Biopesca


Pinguim vivo é resgatado pelo Instituto Biopesca

07/05/2019

Um pinguim-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) vivo foi resgatado da faixa de areia de Itanhaém (SP) pelo Instituto Biopesca durante execução do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), na última quarta-feira (1). Este é o primeiro pinguim a aparecer na área de atuação da instituição neste ano.

De acordo com a médica veterinária Pryscilla Maracini, do Biopesca, o animal está abaixo do peso, desidratado e com baixa temperatura corporal. “O período de migração deles acabou de começar. Saem da Argentina em direção ao sudeste brasileiro em busca de alimento (peixes, lulas e crustáceos) e acabam não aguentando a viagem, por isso encalham”, explica a veterinária.

Na Unidade de Estabilização do Biopesca, em Praia Grande, o tratamento consiste em alimentação hipercalórica com suplementos, soro na veia, e aquecimento do animal com lâmpada infravermelha, para reverter os quadros de desnutrição, desidratação e hipotermia, respectivamente.

Após ser considerado estável, o pinguim será reabilitado e solto.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

Para acionar o serviço de resgate de golfinhos, tartarugas e aves marinhas, entre em contato pelos telefones (13) 99601-2570 (chamada a cobrar ou pelo WhatsApp) ou 0800 642 3341 (horário comercial).

Foto: Kaio Nunes/Instituto Biopesca

A lâmpada infravermelha e o aquecedor são utilizados para elevar a temperatura comporal dos animais em estabilização no Instituto Biopesca

Navegação de postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *