Biopesca


Cerca de 200 peixes são resgatados pelo IBP e voltam para a natureza

01/02/2022

O Instituto Biopesca participou de uma ação de resgate e soltura de aproximadamente 200 peixes e crustáceos que estavam em uma piscina formada na orla de Peruíbe (SP) após uma forte ressaca ocorrida no ano passado. Eles foram retirados com uma rede de pesca cedida pela Colônia de Pescadores Júlio Conceição.

De acordo com o biólogo Marcio Ohkawara, entre as espécies resgatadas, estavam tainhas e paratis do gênero Mugil (Família Mugilidae); robalo-peva/peba (Centropomus parallelus) e robalo-flecha (Centropomus undecimalis), maria-da-toca/amboré (peixes da família Gobiidae) e maria-pretinha (família Eleotridae). Além desses, havia também espécies de água doce, a exemplo do guarú/barrigudinho (da família Poeciliidae) e, entre os invertebrados, pitus (espécie de camarão) e siri azul.

Eles foram transportados em uma caixa d’água apropriada para a operação e, depois de passarem por uma breve aclimatação, foram soltos no rio Preto, próximo ao local, com exceção dos siris, que foram liberados no mar.

A piscina tem aproximadamente três metros de largura por oito metros de comprimento e cerca de 50 centímetros de profundidade. Os peixes estavam ali porque foram levados pelas ressacas do mar ou ainda por algum desvio natural de canal próximo. Esses animais pertencem ao ambiente estuarino e, assim, têm ciclo de vida que suporta a variação de salinidade. Para que se adaptassem ao novo ambiente, os técnicos do Instituto Biopesca acrescentaram a água do rio gradualmente à caixa, de forma a aclimatarem o ambiente e obterem temperatura e salinidade adequadas.

A operação, realizada em 28 de janeiro deste ano, foi organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Peruibe e teve o apoio da Colônia de Pescadores Júlio Conceição e do Instituto Ambiecco, além de participação do Projeto Martin. A piscina será aterrada em obra de recuperação da orla.

Fotos: Eduardo Monteiro Ribas

 

Navegação de postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *