Newsletter Instituto Biopesca - Edi√ß√£o 09 - Abril / 2020

EDITORIAL: Nesses tempos de covid-19, todos tiveram que se ajustar a uma nova rotina a fim de evitar a disseminação da doença, que vem fazendo milhares de vítimas no mundo todo. O Instituto Biopesca também adotou uma série de medidas para proteger sua equipe e também outras pessoas. Saiba quais foram algumas dessas iniciativas e veja também o caso de alguns animais marinhos que estão recebendo cuidados na sede da instituição e de outros que foram soltos depois de reabilitados.
Boa leitura!

Tartaruga volta à natureza depois de tratamento

Uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) foi liberada pelo Instituto Biopesca após recuperar-se de um afogamento. Ela foi capturada acidentalmente pelo pescador Leonardo Ramos, o Sapo, de Mongaguá (SP), e recebeu cuidados veterinários na sede da instituição. O pescador acionou a equipe do Biopesca para fazer o resgate do animal, que passou por tratamento para cuidar do afogamento e também para combater uma infecção já existente. Depois de pouco mais de um mês em recuperação, ela foi solta em Mongaguá.

A equipe fez o enriquecimento ambiental do tanque onde a tartaruga foi mantida enquanto estava em reabilita√ß√£o. Esse √© um recurso muito utilizado para criar um ambiente mais complexo com o objetivo de simular situa√ß√Ķes que ocorreriam na natureza para animais que est√£o sob cuidados veterin√°rios e, assim, fazer com que melhorem seu quadro cl√≠nico enquanto n√£o voltam para seu habitat. Nesse caso, a equipe do Instituto Biopesca colocou manjubas dentro do cano para estimular a tartaruga a busc√°-las.

IB mantém atividades durante quarentena

O Instituto Biopesca est√° seguindo √† risca as recomenda√ß√Ķes dos √≥rg√£os de sa√ļde para proteger sua equipe do COVID-19 e tamb√©m para evitar a propaga√ß√£o do cont√°gio da doen√ßa. Em conjunto com a coordena√ß√£o do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) e a Petrobras, foram adotadas v√°rias medidas estabelecidas em um plano de conting√™ncia.  Por exemplo, durante a rotina di√°ria do monitoramento de praias do litoral central e sul, a equipe da organiza√ß√£o que executa o PMP-BS higieniza as m√£os constantemente, al√©m de limpar os equipamentos necess√°rios ao trabalho e manter as janelas dos ve√≠culos abertas para garantir a ventila√ß√£o. ‚†Ä

Medidas para quem trabalha internamente na sede da institui√ß√£o tamb√©m foram adotadas, a exemplo de escala de trabalho, uso de m√°scaras, realiza√ß√Ķes de reuni√Ķes on-line e home office de acordo com as fun√ß√Ķes desempenhadas. A limpeza das √°reas comuns tamb√©m √© realizada continuamente, n√£o s√≥ do ch√£o, mas tamb√©m de superf√≠cies e objetos de uso comum, como mesas, ma√ßanetas de portas e garrafas de caf√©. 

J√° a equipe que se reveza no atendimento dos animais, al√©m de manter o uso dos equipamentos de prote√ß√£o obrigat√≥rios (EPIs), tamb√©m redobra os cuidados e limita o n√ļmero de pessoas no ambiente. Outra medida estabelece recomenda√ß√Ķes di√°rias e lembretes importantes relacionados √† preven√ß√£o do cont√°gio feitas no grupo interno do Instituto Biopesca no WhatsApp. Mais uma iniciativa de comunica√ß√£o √© a campanha realizada pelo Biopesca em suas m√≠dias sociais, refor√ßando, principalmente, a recomenda√ß√£o para as pessoas ficarem em casa e s√≥ sa√≠rem para cumprirem tarefas essenciais.

Animais continuam recebendo cuidados⠀⠀

Os animais marinhos em tratamento no Instituto Biopesca continuam sendo atendidos durante a quarentena e, para fazer esse trabalho, a equipe respons√°vel adota todas as medidas necess√°rias para conter a dissemina√ß√£o do covid-19, como manter o uso dos equipamentos de prote√ß√£o obrigat√≥rios (EPIs) e limitar o n√ļmero de pessoas no ambiente.

Dessa forma, o trabalho d√° continuidade √† recupera√ß√£o dos animais para garantir suas condi√ß√Ķes cl√≠nicas e bem-estar. Um exemplo √© o tratamento de uma gaivota (Larus dominicanus). Ela j√° est√° recuperando sua capacidade de voo e alimentando-se voluntariamente, condi√ß√Ķes que n√£o apresentava quando chegou. Nessa ocasi√£o, a ave tinha sintomas de intoxica√ß√£o alimentar, sem conseguir manter-se em p√© (em esta√ß√£o), entre outros sintomas . Ela foi resgatada em praia de Mongagu√° (SP) pela equipe do Instituto Biopesca que executa o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). Ela voltou ao seu ambiente natural no dia 21 de abril.

PMP-BS⠀⠀

O Instituto Biopesca √© uma das institui√ß√Ķes executoras do PMP-BS, uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produ√ß√£o e escoamento de petr√≥leo e g√°s natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Instituto Biopesca monitora o Trecho 8, compreendido entre Peruíbe e Praia Grande.

Para acionar o servi√ßo de resgate de mam√≠feros, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados ou mortos,  entre em contato pelos telefones 0800 642 3341 (hor√°rio comercial) ou (13) 99601-2570 (WhatsApp e chamada a cobrar).
Para mais informa√ß√Ķes, acesse www.comunicabaciadesantos.com.br.

O Instituto Biopesca √© uma associa√ß√£o sem fins lucrativos fundada em 1998 no munic√≠pio de Praia Grande, litoral de S√£o Paulo. A entidade tem como miss√£o promover a conserva√ß√£o de esp√©cies marinhas amea√ßadas de extin√ß√£o, a partir de pesquisas, apoio a atividades acad√™micas e a√ß√Ķes de educa√ß√£o ambiental.


Expediente:

A newsletter é produzida pelo setor de Comunicação do Instituto Biopesca.
Textos e Edi√ß√£o: Maria Carolina Ramos ‚Äď MtB 23.883. 
Imagens: Vanessa Ribeiro /Instituto Biopesca

www.biopesca.org.br
Facebook
Instagram
YouTube