> ūüėį Mais uma ave marinha v√≠tima da polui√ß√£o

Newsletter Instituto Biopesca - Edi√ß√£o 08 - Mar√ßo / 2020

EDITORIAL: Capacita√ß√Ķes e treinamentos estiveram em alta neste m√™s no Instituto Biopesca. O objetivo foi reciclar conhecimentos ou mesmo apresentar novas abordagens, como foi o caso do microcurso de Educa√ß√£o Ambiental realizado na sede da institui√ß√£o. Essa iniciativa vai ao encontro do aprimoramento de a√ß√Ķes de EA do Biopesca, buscando formar pessoas mais conscientes na sua rela√ß√£o com o meio ambiente. 
J√° o trabalho de pesquisa realizado pela institui√ß√£o continua e, desta vez, registrou o achado de uma corda no trato digest√≥rio de um atob√° (Sula leucogaster). A equipe do Biopesca j√° encontrou mais res√≠duos dentro de outros animais marinhos, evidenciando a triste realidade dos mares e oceanos, cada vez mais impactados negativamente pelas a√ß√Ķes dos seres humanos.
Boa leitura!

Foto atob√°: Kaio Nunes/Instituto Biopesca
Um atobá adulto e a corda (abaixo) encontrada em um indivíduo da mesma espécie

Corda é encontrada dentro de atobá

Uma corda de aproximadamente 15 cm (foto ao lado) foi encontrada no est√īmago e parte do es√īfago de um atob√° (Sula leucogaster). Esse achado ocorreu em mar√ßo durante a necropsia realizada pela equipe do Instituto Biopesca

 No ano passado, a institui√ß√£o encontrou uma tartaruga-cabe√ßuda (Caretta caretta) em praia de Mongagu√° (SP), j√° em avan√ßado estado de decomposi√ß√£o, com uma corda presa na boca por um fio grosso que se estendia at√© seu trato gastrointestinal. 

Pesquisas do Instituto Biopesca evidenciam a presen√ßa de lixo nos animais marinhos. Um deles comprova que cerca de 80% das tartarugas verdes examinadas pela entidade ingeriram algum tipo de res√≠duo s√≥lido. J√° outro estudo, feito com toninhas, intitulado ‚ÄúIngest√£o de res√≠duos s√≥lidos por toninhas (Pontoporia blainvillei) do litoral centro-sul de S√£o Paulo‚ÄĚ, tamb√©m indicou o achado de embalagens pl√°sticas nos es√īfagos ou est√īmagos dessa esp√©cie de golfinho. Essa √© mais uma amea√ßa a esse animal, que pode estar extinto da natureza em at√© 35 anos caso nada seja feito em favor de sua conserva√ß√£o.

Foto: Divulgação/Biopesca

Novas a√ß√Ķes de Educa√ß√£o Ambiental

O Instituto Biopesca est√° aprimorando suas estrat√©gias de educa√ß√£o ambiental ao realizar novas atividades para ampliar sua capilaridade e efetividade na conserva√ß√£o da biodiversidade. A institui√ß√£o j√° tem a√ß√Ķes programadas para esta nova etapa do trabalho, com destaque para a promo√ß√£o do I Workshop Biopesca de Educa√ß√£o Ambiental, que realizar√° em parceria com o Instituto de Bioci√™ncias/Campus do Litoral Paulista (IB/CLP) da Unesp. O evento ter√° a participa√ß√£o de especialistas que s√£o refer√™ncia em Educa√ß√£o Ambiental e ser√° promovido em maio.

J√° em mar√ßo, os consultores pedag√≥gicos Karine Soares de Oliveira e Caio Matheus Manzi Teixeira (foto) ministraram um microcurso, divido em partes te√≥rica e pr√°tica, para a equipe do Instituto Biopesca com o tema ‚ÄúEduca√ß√£o Ambiental: novas adjetiva√ß√Ķes‚ÄĚ. O objetivo foi apresentar a aplica√ß√£o pr√°tica dessa abordagem te√≥rica que se difere da promo√ß√£o de meras a√ß√Ķes de informa√ß√£o ambiental e alcan√ßa a compreens√£o da educa√ß√£o ambiental como recurso formador e de mudan√ßa de atitudes.

Equipes do PMP-BS fazem capacitação no Biopesca
 

O Instituto Biopesca sediou a ‚ÄúCapacita√ß√£o em reabilita√ß√£o, marca√ß√£o, soltura e eutan√°sia de animais marinhos‚ÄĚ, que ocorreu entre os dias 2 e 6 de mar√ßo com a apresenta√ß√£o de diferentes especialistas. O objetivo do evento foi reciclar conhecimentos t√©cnicos necess√°rios ao trabalho de execu√ß√£o do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS)

A capacita√ß√£o come√ßou com o tema ‚ÄúPremissas √©ticas e legais da reabilita√ß√£o, marca√ß√£o e soltura de animais marinhos‚ÄĚ, apresentado pela m√©dica veterin√°ria Claudia Carvalho do Nascimento, da Mineral Engenharia e Meio Ambiente, empresa respons√°vel pela execu√ß√£o do PMP-BS no estado de S√£o Paulo. √Ä tarde, a m√©dica veterin√°ria Cristiane Valle, do Instituto Biopesca, falou sobre procedimentos de ‚ÄúColheita de amostras biol√≥gicas para an√°lises laboratoriais‚ÄĚ.

Na terça-feira, a médica veterinária Renata Hurtado, coordenadora de Medicina e Reabilitação do Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (IPRAM), abordou a reabilitação de aves marinhas. Na quarta, foi a vez da médica veterinária Cristiane Kolesnikovas, presidente da Associação R3 Animal, que abordou aspectos relacionados a mamíferos marinhos, espécies de sua área de trabalho.

A √ļltima palestra da capacita√ß√£o foi ministrada pela m√©dica veterin√°ria Daphne Wrober Goldber, coordenadora de Atendimento Veterin√°rio da Econservation, empresa respons√°vel t√©cnica pela execu√ß√£o do PMP-BS no Rio de Janeiro, que abordou a reabilita√ß√£o de tartarugas marinhas, entre outros aspectos.

A capacita√ß√£o terminou com oficina sobre o Sistema de Informa√ß√£o de Monitoramento da Biota Aqu√°tica (SIMBA), utilizado pelo PMP-BS. Esse sistema disponibiliza acesso p√ļblico aos dados do Projeto no site www.segurogis.petrobras.com.br/simba/web

O Instituto Biopesca √© uma das institui√ß√Ķes executoras PMP-BS, uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produ√ß√£o e escoamento de petr√≥leo e g√°s natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.
Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Instituto Biopesca monitora o Trecho 8, compreendido entre Peruíbe e Praia Grande.

Para acionar o serviço de resgate de golfinhos, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados ou mortos, entre em contato pelos telefones 0800 642 3341 (horário comercial) ou (13) 99601-2570 (WhatsApp e chamada a cobrar).
Para mais informa√ß√Ķes, acesse comunicabaciadesantos.com.br.

O Instituto Biopesca √© uma associa√ß√£o sem fins lucrativos fundada em 1998 no munic√≠pio de Praia Grande, litoral de S√£o Paulo. A entidade tem como miss√£o promover a conserva√ß√£o de esp√©cies marinhas amea√ßadas de extin√ß√£o, a partir de pesquisas, apoio a atividades acad√™micas e a√ß√Ķes de educa√ß√£o ambiental.


Expediente:

A newsletter é produzida pelo setor de Comunicação do Instituto Biopesca.
Textos e Edi√ß√£o: Maria Carolina Ramos ‚Äď MtB 23.883

www.biopesca.org.br
Facebook
Instagram
YouTube